Benefícios da biometria facial para fintechs

A Indústria 4.0 ou 4ª Revolução Industrial tem marcado a maneira como a sociedade se relaciona. Frutos desse momento são as fintechs, as quais têm ganhado cada vez mais popularidade. 

O termo vem da abreviação de financial technology, que se refere as startups responsáveis por desenvolverem produtos financeiros totalmente digitais, tendo como diferencial principal o uso de novas tecnologias, para diferenciar o atendimento no mercado, em relação às empresas tradicionais. 

Inclusive, nesse sentido, uma tecnologia que atribui diversas vantagens às fintechs é o reconhecimento facial, já que se trata de um método moderno, fácil e que dialoga com a cultura desses negócios. 

Mas você sabe como o reconhecimento facial (RF) pode ajudar as fintechs? Então, neste texto, veja como a biometria facial oferece vantagens para as fintechs, a importância desse método e as aplicações possíveis do RF para obter benefícios. 

Confira os tópicos que separamos: 

  • Fintechs: entenda como estão revolucionando
  • Importância do RF para fintechs
  • Benefícios e aplicações do RF em fintechs

Fintechs: entenda como estão revolucionando

As fintechs se destacam no mercado, pois podem oferecer diversos serviços financeiros utilizando a tecnologia, a fim de gerar soluções inovadoras. 

No nicho financeiro tradicional, o que estamos acostumados a vivenciar são processos burocráticos, demorados e que não colocam o usuário no centro de seus produtos. 

Como solução, as fintechs oferecem os mesmos produtos, mas com praticidade, qualidade e focadas na melhor experiência para seus usuários, possibilitando a contratação e controle dos serviços de maneira totalmente digital. 

Sobre isso, os dados do relatório feito pela PwC em 2019, com entrevistas feitas com 205 líderes de fintechs, mostrou que esse é um segmento que adota um modelo de negócio escalável, que inova com serviços e produtos que são totalmente direcionados para as necessidades dos clientes. 

Assim, hoje as pessoas podem, de maneira fácil, abrir uma conta corrente sem sair de casa, obter um cartão de crédito, conseguir um empréstimo pessoal, financiamento, seguros, fazer investimentos, locar imóveis, fazer cotação de câmbio, entre outros serviços. Tudo isso com acessos pelo próprio celular. 

Com um mundo cada vez mais digital, o consumidor tem optado pela praticidade e agilidade de controlar produtos adquiridos inteiramente pelo smartphone. E essa é uma tendência mundial que só cresce, como mostra o estudo do Finnovation

Importância do RF para fintechs

Apesar de terem uma proposta que diminui as barreiras com a tecnologia, beneficiando a sociedade com eficiência, praticidade e taxas mais em conta; as fintechs possuem o grande desafio de estabelecer níveis de segurança satisfatórios, que não comprometam a experiência do usuário e que atendam às exigências regulatórias. 

Isso porque, o mercado financeiro é um dos mais visados por cibercriminosos, tanto para roubo de bens financeiros como para roubo de dados. 

Por isso, o RF funciona como uma solução importante e eficaz no controle da segurança. Afinal, com a biometria facial não é preciso carregar senhas, tokens ou memorizar padrões para acessos. Esses são métodos que podem ser burlados e facilmente roubados. 

Usando a inteligência artificial, o face match consegue identificar características, analisando pontos da face de uma pessoa, através do registro de suas informações biométricas. 

E para reforçar ainda mais essa validação, o liveness detection ou prova de vida, consegue avaliar se a imagem recebida se trata, de fato, da pessoa ou se é apenas um mecanismo fraudulento, como fotos, vídeos ou máscaras que possam ser usadas para burlar o sistema. 

Dessa forma, o RF garante segurança aos serviços das fintechs, complementando toda tecnologia, já utilizada nessas empresas, fazendo não só detecção, mas uma autenticação facial do usuário. 

Benefícios e aplicações do RF em fintechs

A principal vantagem de utilizar a biometria facial nas fintechs é a segurança. Porém, muitos outros benefícios podem ser listados. Veja quais são: 

– Eficiência: a tecnologia de RF é eficiente em identificar com precisão o usuário do sistema. 

– Praticidade: não é necessário memorizar senhas ou padrões difíceis para evitar fraudes, tornando todos os processos mais simples. 

– Rapidez: em menos de um segundo o sistema consegue fazer a identificação dos diversos pontos faciais e autenticar a identidade. 

– Melhora a experiência do usuário: sistemas mais simples aumentam a satisfação dos clientes e simplificam a jornada, nas tarefas dos usuários. 

– Aumenta a competitividade da marca: se uma empresa oferece todos os benefícios mencionados acima, consequentemente terá mais vantagem em comparação com fintechs que não tenham a mesma visão. 

Portanto, é fundamental buscar aliar uma plataforma de RF para soluções em fintechs. Essa é uma maneira prática de impulsionar ainda mais a inovação no negócio, garantindo segurança e qualidade nos serviços. 

Quer saber como começar? Conheça as soluções em RF da Gryfo e saiba como melhorar a performance do seu negócio. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *