inteligência artificial aplicada à visão computacional

Inteligência artificial aplicada à visão computacional: estatísticas e tendências

A Inteligência Artificial aplicada à visão computacional é um forte exemplo de avanço tecnológico. Ainda é fascinante perceber que a repetição de ações humanas bem como a tomada de decisões se tornou possível com o uso de softwares e hardwares. Algo que antes era pura ficção.

Neste artigo, você vai poder entender melhor sobre essa tecnologia, seu avanço e as tendências para os próximos anos em relação à ela. Vamos conferir?

Acompanhe a leitura!

  • O que é visão computacional?
  • Inteligência Artificial aplicada à visão computacional
  • Principais tendências e estatísticas para os próximos anos

O que é visão computacional?

A visão computacional é uma área da ciência da Inteligência Artificial (IA). Ela é responsável pelo desenvolvimento de recursos e conceitos que tem como objetivo a obtenção de dados valiosos extraídos das imagens. Esse é um tema novo, mas seus resultados e melhorias já são sentidos em larga escala.

A base da visão computacional é repetir o comportamento humano realizado a partir de um sentido básico: a visão. Assim, se torna possível reconhecer figuras, ler os dados que estão nessas imagens e o mais importante, decidir com base nisso. Muito parecido com o que nós fazemos. Vemos um fato, imaginamos cenários e analisamos eles com base no que foi visto para então tomarmos uma atitude.

Mas como o sistema não tem olhos humanos reais, o processo de modelagem e replicação da visão só é possível por conta de software e hardware. Eles são responsáveis por fazer com que a máquina “aprenda” esse processo e aplique sempre que necessário.

Mas então, qual a relação disso com a Inteligência Artificial? Veja no tópico a seguir!

Inteligência Artificial aplicada à visão computacional

A explicação de como a Inteligência Artificial está aplicada à visão computacional é o próprio funcionamento da visão. As máquinas que operam com a visão computacional só funcionam por conta da aplicação da IA, mais especificamente a deep learning, que nada mais é do que uma aprendizagem com milhões e milhões de dados. E, semelhantemente, o uso está ligado ao aprendizado da máquina (machine learning).

É o treinamento e aprendizado de máquinas que são agentes da visão computacional, fazendo com que o computador busque a compreensão e interprete dados do mundo visual. Como consequência, essas mesmas máquinas são capazes de reagir e agir de acordo com o que “viram” através do deep learning.

A Inteligência Artificial treina as máquinas para atuar como humanos, mas não de maneira básica. O comportamento abrange reconhecimento de fala, mas também de imagem, classificação dessas imagens, previsões e ações. Para isso é preciso uma evolução na forma como os dados são organizados e utilizados.

Por exemplo, antes era necessário definir manualmente quais equações seriam utilizadas no processamento das imagens, porém, com a adoção em larga escala do machine learning, esse processamento agora é feito de forma automática ao percorrer uma quantidade massiva de exemplos dados.

Além disso, houve um treinamento para que a máquina aprenda sozinha sobre as informações através do reconhecimento de padrões em diversas camadas de tratamento.

É só a partir disso que vemos na sociedade a aplicação real em serviços como o militarismo, serviços públicos, segurança e marketing.

Principais tendências e estatísticas para os próximos anos

Reunimos algumas estatísticas e tendências baseadas em pesquisas, que comprovam que a IA vai continuar a mudar permanentemente a forma como nos relacionamos, vivemos e  trabalhamos. Confira!

  • Crescimento: Até 2025, o mercado de IA vai crescer para uma indústria de 190 bilhões de dólares; Até 2026, os principais aplicativos de IA vinculados à saúde clínica podem gerar 150 bilhões de dólares em economia anual para a economia da saúde nos EUA.
  • Investimentos: A IA chegará em um nível de inevitabilidade, que os gastos em sistemas cognitivos dessa tecnologia atingirá 57,6 bilhões de dólares ainda esse ano.
  • Exemplos de sucesso: A China vai reunir o maior benefício econômico da IA até 2030; Especialistas preveem que a taxa de sucesso das interações com bots alcance mais de 90% em 2022; 61% dos executivos com estratégias definidas dizem que a IA pode ser usada para destacar oportunidades usando dados.
  • Tendências: O presente aponta que no futuro a IA será responsável por controle de processos, detecção de pessoas, reconhecimento facial, análises preditivas e de comportamento.

Esses dados só confirmam a necessidade de propiciar o crescimento empresarial, isto é, através da inovação tecnológica e, até mesmo, da Inteligência Artificial aplicada à visão computacional.

Se esse for o seu caso e além disso, se você busca pelo melhor, entre em contato e conte com as soluções da Gryfo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *