reconhecimento facial na educação à distância gryfo

Reconhecimento facial na educação à distância: entenda essa aplicação

O reconhecimento facial na educação à distância é um avanço que está em sintonia com as necessidades e exigências do pós-pandemia. E se intensificou  com o processo de transformação digital que se faz presente em diversos setores, especialmente, no sistema educacional.

A educação à distância (EaD) adotou novas tecnologias para substituir processos antigos e manuais, e transformá-los em modernos, seguindo o padrão de relacionamento virtual.

Tudo isso para garantir mais segurança e facilidade para um modelo de aprendizado realmente avançado. Sendo assim, confira ao longo deste post como a biometria facial pode ser aplicada ao ensino e suas vantagens.

  • Como funciona o uso do reconhecimento facial na educação à distância
  • A função do reconhecimento facial no cenário atual
  • Os benefícios do reconhecimento facial no ambiente educacional

Como funciona o uso do reconhecimento facial na educação à distância?

O reconhecimento facial na educação à distância funciona através da identificação de cada aluno ou professor que precisa acessar o portal da instituição de ensino.

Cada um dos usuários que precisam de acesso, devem ter um cadastro prévio feito a partir de uma imagem. Reproduzindo funções da visão humana, a visão computacional obtém os dados necessários dessa foto, a lê e compara com aquilo que já foi salvo como imagem de cadastro no banco de dados.

Assim, por meio da câmera do computador, o aluno e professor podem ter sua face identificada e prosseguir normalmente com suas aulas, tarefas e até mesmo realização de avaliações.

inovação biometria facial gryfo

A função do reconhecimento facial no cenário atual

Muitos alunos e professores já não veem mais a possibilidade de realização de provas ou contato com os conteúdos sem essa solução. 

Seguindo essa mesma linha de pensamento, a função da biometria facial também é permitir que o processo seja completamente transparente e livre de fraudes. Isso porque a identificação por reconhecimento facial na educação à distância permite que as avaliações online, por exemplo, sejam realizadas asseguradamente pelos estudantes em questão e não por outro colega ou por qualquer outra pessoa.

O reconhecimento facial é um avanço e uma inovação, e, como tal, oferece diversas melhorias, gerando otimizações. Uma delas é eliminar o lento processo de fazer a autenticação de login, colocar a senha e ainda correr o risco de esquecer um desses dois. 

Ou seja, essa solução de biometria facial realmente surge como uma necessidade em alguns processos da educação. E para conhecer suas verdadeiras vantagens, fique atento ao tópico seguinte!

Os benefícios do reconhecimento facial no ambiente educacional

Todos têm muito a ganhar com a implantação dessa tecnologia de reconhecimento facial na educação. Veja a seguir alguns exemplos:

  • Flexibilidade: tanto para os alunos quanto para a instituição de ensino, já que os alunos podem realizar suas atividades escolares a qualquer momento agendado e de qualquer lugar, enquanto não há mais necessidade para que um professor faça a fiscalização.
  • Economia e produtividade: ao eliminar a necessidade de um professor-tutor de fiscalização, a instituição faz uma economia significativa e os colaboradores são direcionados para a execução de atividades e tarefas que demandam mais atenção no processo de ensino-aprendizagem.
  • Segurança: a presença do reconhecimento facial no ensino digital leva mais transparência para o processo e, consequentemente, maior segurança também. Os alunos e colaboradores passam a entender que esse é um recurso adequado para este método de ensino.

O reconhecimento facial na educação à distância é uma solução de transformação digital, promovendo maior inovação e praticidade nessa modalidade de ensino. Conheça mais sobre essa e outras soluções que têm qualidade garantida pela Gryfo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *